Você está aqui: Principal Polícia Homicídio é desvendado com ajuda de DNA em Alegre

Homicídio é desvendado com ajuda de DNA em Alegre

Divulgação

O desaparecimento de Bruno Rodrigues, de 32 anos, deu início a uma investigação minuciosa da Polícia Civil que, com ajuda de um exame de DNA do material colhido na cena do crime, foi possível apontar os tios, P. de S. S., 61 anos, H. de S. S. (foragido), e um conhecido da família, S. A. da R., 65 anos, como principais suspeitos pelo assassinato do rapaz. A tia de Bruno, E. L. F. S., 45 anos, também foi detida. O motivo seria disputa de terras na localidade de Morro da Carneira, zona rural de Alegre.

Mandados de prisão foram cumpridos por duas equipes da PC de Alegre e Jerônimo Monteiro, na tarde desta quarta-feira (31), resultando na prisão de três pessoas. Um dos tios ainda não foi localizado.

Segundo a PC, o corpo da vítima continua desaparecido. Todos os suspeitos detidos negam o crime, mas se contradizem em suas versões.

Ainda de acordo com a polícia, o sangue da vítima foi encontrado em um lugar, que aparentava ser uma fogueira, próximo à casa de um dos suspeitos. Um cão farejador do Corpo de Bombeiros esteve no local e identificou vestígios de que um corpo humano tenha estado ali.

A principal hipótese é que   tenha sido morto naquele local. A fogueira teria sido feita na tentativa de eliminar as provas do crime. Não foi possível confirmar, até o momento, se o corpo da vítima também foi queimado. As investigações ainda estão em andamento.

Os suspeitos foram encaminhados ao Centro de Detenção Provisória de Cachoeiro de Itapemirim (CDPCI).

 

 

Compartilhar no Facebook

90.5 FMRádio 90.5 FM.

Sua melhor companhia. Entretenimento e informação garantidos 24 horas por dia.
Anuncie com a gente!
A maior audiência no sul do estado.

ENDEREÇO

Av Espírito Santo, 331 - Centro Guaçuí - ES - CEP: 29560-000 (28) 3553-1619 - Fax: (28) 3553-0308