Você está aqui: Principal Geral Greve dos caminhoneiros: Temer anuncia forças federais para liberar as estradas

Últimas Notícias

Últimas Notícias

Polícia

Ao Vivo

Ao Vivo
Ouça ao vivo
Ou sintonize
WinampWindows Media PlayerReal PlayerQuick Time

App 90.5 FM

Baixe nosso app para Iphone Baixe nosso app para Android

Greve dos caminhoneiros: Temer anuncia forças federais para liberar as estradas

O presidente Michel Temer anunciou nesta sexta-feira (25) que as forças federais foram acionadas para desbloquear as estradas ocupadas pelo caminhoneiros que estão em greve. O presidente optou por acionar as forças federais depois de se reunir com os ministros para uma “avaliação de segurança” no país, já que a greve dos caminhoneiros continua, apesar de ter sido firmado entre governo e representantes da categoria de quinta-feira (24).

A paralisação afetou todo o país. Há falta de combustíveis nos postos, alimentos em supermercados e até falta de gás nas distribuidoras. Em vários locais pelo país, o transporte coletivo em diversas cidades foi afetado, indústrias pararam atividades e vôos foram cancelados por falta de combustível nos aeroportos.

Segundo o presidente, as forças federais de segurança foram acionadas para desbloquear as estradas. O presidente pediu aos governadores que façam o mesmo. De acordo com a assessoria do Ministério da Segurança Pública, as forças federais incluem  o Exército, Marinha, Aeronáutica, Força Nacional de Segurança e Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Temer afirmou que tomou a decisão para evitar que a população fique sem produtos de “primeira necessidade”.  “Não vamos permitir que a população fique sem os gêneros de primeira necessidade. Não vamos permitir que os hospitais fiquem sem insumos para salvar vidas. Não vamos permitir que crianças sejam prejudicadas pelo fechamento de escolas. Como não vamos permitir que os produtores tenham seu trabalho mais afetado”, afirmou Temer.

Um decreto será publicado nesta sexta-feira para autorizar o acionamento das forças federais. No entanto, apesar do decreto ainda não ter sido publicado, as Forças Armadas já estão mobilizadas e esperam a publicação do decreto para iniciar os trabalhos.

Segundo a assessoria, as rodovias devem ser totalmente liberadas. Com isso, os caminhoneiros manifestantes não poderão ficar no acostamento e os militares vão poder entrar nos caminhões para retirá-los da via. Os caminhões poderão ser apreendidos e os motoristas presos.

Bloqueio nas rodovias

No Espírito Santo, a informação da Polícia Rodoviária Federal é de que há 15 pontos de bloqueios nas rodovias do Estado. Uma das rodovias onde há a paralisação é a BR101. Lá há manifestantes no Km125, em Sooretama, no Km159 e em trechos como o Km 204 em João Neiva, no Km 214 em Ibiraçu e no trevo da Safra, em Cachoeiro de Itapemirim. Na BR 262 há registro de paralisação no Km 156, em Ibatiba e no Km 95, em Domingos Martins.

 Foto: Internet

Compartilhar no Facebook

90.5 FMRádio 90.5 FM.

Sua melhor companhia. Entretenimento e informação garantidos 24 horas por dia.
Anuncie com a gente!
A maior audiência no sul do estado.

ENDEREÇO

Av Espírito Santo, 331 - Centro Guaçuí - ES - CEP: 29560-000 (28) 3553-1619 - Fax: (28) 3553-0308